top of page

Por que Fazer um Seguro de Vida para Usar em Vida?

2 minutos de leitura

Seguro de vida não é coisa de gente rica, é de gente precavida!



O Seguro de Vida é tradicionalmente visto como uma forma de proteger os entes queridos em caso de falecimento do segurado, garantindo-lhes um apoio financeiro em momentos difíceis. No entanto, muitas pessoas não consideram que o seguro de vida também pode ser utilizado de maneira eficaz durante a vida do segurado, proporcionando benefícios e segurança em diversas situações. Aqui estão algumas razões pelas quais fazer um seguro de vida para usar em vida pode ser uma decisão inteligente:


1. Proteção Financeira em Caso de Doenças Graves:

Algumas apólices de seguro de vida oferecem cobertura em caso de doenças graves, como câncer, acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio e outras condições sérias. Se o segurado for diagnosticado com uma dessas doenças cobertas pela apólice, ele recebe o capital assegurado, fornecendo suporte financeiro para despesas médicas, tratamentos ou para a manutenção do padrão de vida durante o período de convalescença.


2. Renda Suplementar em Caso de Incapacidade Temporária ou Permanente (DIT):

Algumas apólices de seguro de vida incluem o benefício por incapacidade, ou seja, Isso garante uma fonte de renda suplementar enquanto o segurado se recupera de uma lesão ou doença (dengue por exemplo) ou para ajudar a cobrir despesas de longo prazo em caso de incapacidade permanente.

Super importante para profissionais da saúde e autônomos.


3. Cobertura das Despesas de Funeral:

Em algumas seguradoras, é possível incluir os pais, sogros, cônjuges e filhos nesta cobertura. Isso evita o gasto inesperado em caso de fatalidade (em média um enterro custa R$ 5.000)


4. Proteção Financeira para a Família em Caso de Desemprego ou Interrupção de Renda:

Em situações de desemprego ou interrupção de renda, um seguro de vida pode fornecer uma fonte de recursos para ajudar a cobrir as despesas cotidianas da família enquanto o segurado busca uma nova oportunidade de emprego ou se reestruturar financeiramente.


5. Garantia de Proteção para Dependentes e Cônjuges:

O segurado escolhe o capital assegurado que seus dependentes e cônjuges receberam em caso de fatalidade. Neste item super importante estimar o valor necessário por exemplo para cobrir os custos com educação dos filhos e manutenção do padrão de vida deles. Sendo isento de imposto, por não ser considerado herança.


6. Existem seguro de vida Resgatável

Neste caso, a vigência é vitalícia (ou seja, válida por toda a sua vida) e você pode customizar como desejar. Incluindo as coberturas de doenças graves, renda em caso de incapacidade temporária e permanente, instabilidade financeira e assistência funeral, decidindo pagar por 10, 15 ou 20 anos. Podendo sacar esse dinheiro no futuro, sendo isento de imposto.


Em conclusão, fazer um seguro de vida para uso em vida pode oferecer uma série de benefícios importantes e garantir tranquilidade financeira em situações desafiadoras. Ao considerar as diversas formas como um seguro de vida pode ser utilizado durante a vida do segurado, fica evidente que esta modalidade de proteção não se limita apenas a situações de falecimento, mas pode ser uma ferramenta valiosa para proteger e fortalecer o bem-estar financeiro tanto do segurado quanto de seus entes queridos.


Quer ficar por dentro de todas as novidades, siga nossa página @corretoradonghia.

Entre em contato conosco por whatsapp e um life planner te apoiará na melhor escolha.

Ou se preferir, simule aqui.




familia planejando o futuro, seguro de vida
Planejamento

39 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page